• Av. Historiador Rubens de Mendonça, 4193, Centro Político.
  • (65) 3644-3666

Madeira pode substituir o concreto na construção civil


Uso da MLC ganha mais adeptos e apresenta vantagens sobre outros materiais

A madeira pode substituir o concreto como material de construção?Mais leve, resistente e com menos pegada ambiental (emissão de gases do efeito estufa) do que o aço e o concreto, a madeira está sendo utilizada para além de revestimentos e aplicações secundárias. A cada dia, ela ganha mais espaço na construção civil como material principal.

Para essa utilização, os engenheiros têm sugerido uma solução conhecida como madeira laminada colada, ou MLC. São lâminas de madeira coladas em um único sentido, formando um painel, que são coladas novamente com outras lâminas, em sentido contrário. O resultado é um material forte que possibilita diversas aplicações comovigas, pilares, decks, painéis, revestimentos.

O aço e concreto são caros para produzir, pesados para transportar e resultam em mais tempo para concluir edificações. A madeira, no entanto, apresenta muitos atrativos para a construção civil. Ela pode ser obtida de fonte sustentável, é mais leve, facilitando o transporte e a aplicação.

Um prédio de madeira tem quase um quarto do peso de uma estrutura equivalente em concreto reforçado. Isso quer dizer que as fundações podem ser menores.

A sustentabilidade também se destaca. As árvores absorveram o carbono da atmosfera, que fica armazenado na estrutura da edificação. Já as construções de concreto e aço tem um processo de fabricação que emite maior quantidade de gases do efeito estufa.

De acordo com alguns estudos publicados, a utilização da madeira pode reduzir a pegada de carbono entre 60 e 75%.

Embora existam muitos argumentos favoráveis à utilização da madeira na construção civil ainda há uma dúvida se ela pode ser mesmo segura em casos de incêndio. A resposta de pesquisadores da área de tecnologias florestais é de que a madeira carbonizada é altamente isolante. Essa é uma proteção natural das árvores contra o fogo na floresta. Quando incendiadas, ela perde uma parte da estrutura, mas quando você retira a fonte de fogo ele se extingue. Na MLC acontece algo semelhante. A camada de carvão que se forma impede a propagação do fogo. Já quando o aço pega fogo, ele fica mais mole, derrete, escorre e propaga a chama aumentando os danos.Contudo, é preciso reconhecer que as pessoas ainda terão que ser convencidas de que a MLC não queima como madeira comum.

Outro grande desafio da MLC é com relação a altura das construções. A média tem sido de estruturas com até 55 metros de altura. No entanto, engenheiros e arquitetos de vária cidades do mundo já têm se dedicado a projetos que vão além desse limite.

A importância do uso da madeira na construção civil é reforçada ainda pelo fato de que é preciso aumentar a oferta de espaços, em áreas cada vez mais concentradas e com observação de atender a exigências sustentáveis. A resposta para essa equação pode estar em um material naturalque tem sidoutilizado por milênios: a madeira.

Se você se interessou mais pelo assunto, assista vídeo produzido pela “The Economist”: https://twitter.com/TheEconomist/status/959313746140123137?s=08

 


Ultimas Notícias Relacionadas

  • Prazo para adesão ao Cadastro Ambiental Rural termina em maio

    Daniela Torezzan - Assessoria de Comunicação CIPEM | 18 de Maio de 2018

    Leia Agora
  • Comitiva de Mato Grosso viaja para França em busca de novos mercados para a madeira

    Daniela Torezzan - Assessoria de Comunicação CIPEM | 16 de Maio de 2018

    Leia Agora
  • Presidente do CIPEM palestra em evento da Embrapa Florestas

    Daniela Torezzan - Assessoria de Comunicação CIPEM | 11 de Maio de 2018

    Leia Agora
  • Setor florestal deve renovar cadastro no CC-SEMA a partir de maio

    Daniela Torezzan - Assessoria de Comunicação CIPEM | 9 de Maio de 2018

    Leia Agora
  • Ibama estabelece regras de transição antes da implantação definitiva do Sinaflor

    Daniela Torezzan - Assessoria de Comunicação CIPEM | 2 de Maio de 2018

    Leia Agora
  • Diretoria do CIPEM discute soluções para entraves no sistema tributário aplicado ao setor

    | 27 de Abril de 2018

    Leia Agora