• Av. Historiador Rubens de Mendonça, 4193, Centro Político.
  • (65) 3644-3666

Em workshop para jornalistas, Sema expõe metas de Mato Grosso para redução de desmatamento


As metas e os objetivos de Mato Grosso na apresentação da COP-21 – (Conferência das Partes, realizada pela Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima em Paris), foram pautas do 1° Workshop para jornalistas ‘Iniciativa Mato Grosso: Produzir, Conservar e Incluir’. O evento aconteceu na noite desta quarta (24), no hotel Transamérica e foi  promovido pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) em parceria com Instituto Centro de Vida (ICV). O workshop contou com a  participação de representantes dos principais veículos da capital e do Cipem- Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira do Estado de Mato Grosso.

Na abertura, a Secretaria Ana Luiza Peterlini (Sema), explicou que Mato Grosso está entre os Estados com maior meta de combate ao desmatamento, e que a Conferência do Clima, embora esteja voltada para as questões ambientais não está presa a essa temática.

 “O que está em baila é a política econômica dos países, que terão de fazer mudanças na sua matriz energética, no modal de transporte e modo de produção, tudo isso envolve lobby em diversas áreas importantes, trazendo mudanças na utilização de tecnologias, o que requer muitos investimentos e metas que impõem limitações de desenvolvimento econômico”., pontua.

Sobre a meta de desmatamento, Peterlini comenta que Mato Grosso saiu de uma taxa de desmatamento na floresta de 11.814 km² no ano de 2004 para 1.075 km² no ano de 2014, de acordo com  os dados produzidos pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – Inpe, por meio do Prodes. Segundo ela este é um momento importante, já que a redução de desmatamento alcançada por Mato Grosso é a maior da Amazônia Legal e alcançou o total de 91%, o que é já é um avanço e será levado até a COP-21.

Elaine Corsini secretária adjunta de Gestão Ambiental da Sema, dialogou sobre o plano inicial elaborado pela equipe técnica da pasta. Entre eles estão: aumentar a produção do Estado mantendo os atuais 60% da vegetação nativa intactos; paralelamente, estipular uma nova meta de redução do desmatamento até 2030, aliada a um plano de recomposição do déficit de reserva legal e de Área de Proteção Permanente (APP) em km², e de recuperação ou substituição da agricultura em pastagens degradadas.

Corsini também apresentou aos jornalistas os mecanismos de combate ao desmatamento ilegal e desenvolvimento regional. Enfatizando a implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR) que integra as informações ambientais das propriedades rurais permitindo o monitoramento do tipo de atividade econômica que a área desenvolve e a identificação de área desmatada.

“O CAR traz inúmeras vantagens, como ser totalmente eletrônico, gratuito e não precisar de responsável técnico para fazer o cadastramento, o empresário que estiver com pendências em seu cadastro será impedido de obter licença para desenvolver qualquer atividade”, pontua. “

Já o coordenador de Iniciativa de Incentivos Econômicos do ICV, Laurent Micol, apresentou o programa Novo Campo que segundo ele, vem de encontro as boas práticas para alcançar as metas de redução de desmatamentos propostas. Laurent apontou como cenário inovador, a integração agricultura/pecuária. “Este é um dos caminhos para se desenvolver cadeias produtivas sustentáveis em Mato Grosso, regenerar o solo e com tudo contribuir com as metas propostas”, ressalta.


Ultimas Notícias Relacionadas

  • Dorval assume a presidência do Sindilam até 2022

    Hugo Fernandes | 10 de dezembro de 2019

    Leia Agora
  • Cipem participa do maior evento de madeira tropical do mundo

    Hugo Fernandes | 9 de dezembro de 2019

    Leia Agora
  • Cipem apresenta os desafios do setor em Curitiba

    Hugo Fernandes | 4 de dezembro de 2019

    Leia Agora
  • Setor de base florestal trabalha para reduzir a insegurança jurídica

    Hugo Fernandes | 3 de dezembro de 2019

    Leia Agora
  • Setor de base florestal apesenta área de manejo a órgãos de fiscalização e controle

    Hugo Fernandes | 27 de novembro de 2019

    Leia Agora
  • Cuiabá sediará evento nacional do setor de ‘Base Florestal’

    Hugo Fernandes | 27 de novembro de 2019

    Leia Agora