• Av. Historiador Rubens de Mendonça, 4193, Centro Político.
  • (65) 3644-3666

Confiança do empresário volta a cair e é insuficiente para impulsionar investimentos, informa CNI


Depois de quatro meses de estabilidade, o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) caiu para 51,9 pontos em junho. A queda de 1,8 ponto em relação a maio indica que o país ainda enfrenta dificuldades para superar a crise. Embora esteja 6,2 pontos acima do registrado em junho do ano passado, a confiança do empresário continua abaixo da média histórica de 54 pontos, informa a pesquisa divulgada nesta quinta-feira (22), pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Os indicadores da pesquisa variam de zero a cem pontos. Quando estão acima de 50 pontos mostram que os empresários estão confiantes. A CNI observa, no entanto, que o índice de junho é insuficiente para estimular o investimento industrial.  “Com a queda de junho, a confiança fica ainda mais distante do nível necessário para a recuperação da economia”, afirma o economista da CNI Marcelo Azevedo. A confiança é maior nas grandes empresas, segmento em que o ICEI alcançou 54,1 pontos. Nas pequenas empresas, o indicador ficou em 48,8 pontos, abaixo da linha divisória dos 50 pontos, que separa o otimismo do pessimismo.

De acordo com a pesquisa, a queda no indicador é resultado da redução do otimismo dos empresários em relação à situação da economia brasileira e das empresas nos próximos seis meses. O indicador de expectativas caiu de 57,4 pontos em maio para 54,9 pontos em junho. O indicador que revela a percepção dos industriais sobre a situação atual das empresas e da economia ficou estável, em 46 pontos. Essa edição da pesquisa foi feita entre 1º e 12 de junho, com 2.958 empresas. Dessas, 1.173 são pequenas, 1.112 são médias e 673 são de grande porte. O ICEI antecipa tendências de produção e de investimento. Empresários confiantes acreditam no aumento do consumo e da produção, voltam a contratar a fazer investimentos. Com isso, a economia retoma o crescimento.
ICEI de Mato Grosso – O Índice de Confiança da indústria de Mato Grosso diminuiu 1,3 pontos no mês de junho, apresentando 52,1 pontos. A confiança do empresário mato-grossense segue a tendência nacional que também registrou queda no ICEI, variando de 53,7 pontos em maio para 51,9 pontos em junho.  A Indústria Extrativista e de Transformação apontou 53,1 pontos, maior que o total das indústrias mato-grossenses e brasileiras para o mês de junho. Já a indústria da construção registrou 46,9 pontos. Embora o índice de confiança da indústria da construção esteja abaixo da linha divisória de 50 pontos, houve melhora no longo prazo. O índice relacionado às condições atuais registrou 45,6 pontos. Entretanto, a expectativa para os próximos seis meses alcançou 55,2 pontos.

Acesse mas pesquisas completas

Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) – Junho de 2017
Índice de Confiança do Empresário Industrial de Mato Grosso (ICEI) – Junho de 2017

 


Ultimas Notícias Relacionadas

  • Florestal Tech: Programação completa

    Assessoria Cipem | 6 de outubro de 2017

    Leia Agora
  • Tendo como carro chefe a inovação e ampliação do mercado, toma posse a nova diretoria do Cipem

    Assessoria Cipem | 30 de agosto de 2017

    Leia Agora
  • Produção e emprego na indústria apresentam recuperação em MT

    Assessoria Fiemt | 22 de agosto de 2017

    Leia Agora
  • Motorista: profissional que faz a economia girar

    Assessoria Cipem | 27 de julho de 2017

    Leia Agora
  • Vem aí o 1º Florestal Tech!

    José Eduardo Pinto | 12 de julho de 2017

    Leia Agora
  • Confiança do empresário volta a cair e é insuficiente para impulsionar investimentos, informa CNI

    Assessoria Fiemt | 22 de junho de 2017

    Leia Agora