• Av. Historiador Rubens de Mendonça, 4193, Centro Político.
  • (65) 3644-3666

Cipem entrega equipamento para laboratório de tecnologia da madeira da UFMT


O Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira do Estado de Mato Grosso (Cipem) entregou, na última sexta-feira (9), para o laboratório de tecnologia da madeira da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) um forno mufla digital que será utilizado em estudos e pesquisas do curso de engenharia florestal.

O equipamento, avaliado em cerca de R$ 4 mil reais, vai propiciar o desenvolvimento de diversas pesquisas a respeito de resíduos sólidos de serrarias, cujo passivo ambiental atualmente é preocupante e sobre os quais não se tem dados científicos que possibilitem avaliar a melhor destinação e uso.

As pesquisas nessa área vão contribuir, por exemplo, com a iniciativa já em andamento com a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), que instalou em Mato Grosso uma Comissão de Estudo de Combustível Derivado de Resíduos (ABNT/CE-177:003.001) para discutir e estabelecer normas e diretrizes para esse fim. “Quando a gente associa a universidade com a empresa é interessante porque traz a pesquisa voltada para a realidade de mercado. Com isso a gente consegue treinar o nosso aluno para quando ele estiver no mercado de trabalho entender a real necessidade dos temas abordados. Por isso, a pesquisa aplicada é mais interessante tanto para a universidade e para a indústria, promovendo o desenvolvimento dos dois setores”, avaliou Aylson Costa Oliveira, professor de tecnologia da madeira e da área de biomassa do curso de engenharia florestal da UFMT.

O presidente do Cipem, Rafael Mason, explica que essa aproximação com as universidades foi intensificada neste ano, justamente para buscar referências científicas que aportem informações sobre o setor florestal. “Precisamos de dados que comprovem, cientificamente, o que já vivenciamos na prática, que nos permitam corrigir entendimentos e, para além disso, que nos deem indicações para o desenvolvimento futuro da indústria florestal”, reforçou Mason.

No mesmo sentido, Mason também participou, como palestrante, da semana acadêmica do curso de engenharia florestal da UFMT, oportunidade em que apresentou dados sobre o setor, falou sobre as possibilidades de atuação dos futuros profissionais nesta área e respondeu dúvidas dos estudantes. “É de suma importância institucionalizar essa parceria público-privada através de projetos como esse. A universidade não pode estar ausente da realidade do mercado o setor privado precisa das universidades para existir um equilíbrio entre a formação e a prática”, frisou Mariana Perez de Lima Chaves e Carvalho, professora do curso de engenharia florestal da UFMT.

Durante a semana acadêmica, o Cipem também disponibilizou diversos materiais sobre manejo florestal sustentável.

Veja as fotos do evento e da entrega do forno aqui.


Ultimas Notícias Relacionadas

  • Superação e compromisso são as marcas do setor de base florestal de Mato Grosso

    Daniela Torezzan - Assessoria de Comunicação CIPEM | 14 de dezembro de 2018

    Leia Agora
  • Cipem trabalha para evitar cancelamento da lei que difere ICMS sobre tora

    Daniela Torezzan - Assessoria de Comunicação CIPEM | 13 de dezembro de 2018

    Leia Agora
  • Cipem lança Manual de Procedimentos para aprimorar as atividades florestais

    Daniela Torezzan - Assessoria de Comunicação CIPEM | 12 de dezembro de 2018

    Leia Agora
  • Governo de Mato Grosso prorroga Pauta da Madeira até julho de 2019

    Daniela Torezzan - Assessoria de Comunicação do CIPEM | 3 de dezembro de 2018

    Leia Agora
  • Reflexão sobre avanços e desafios do setor florestal marcam última reunião da diretoria do Cipem

    Daniela Torezzan - Assessoria de Comunicação CIPEM | 29 de novembro de 2018

    Leia Agora
  • Problema na Sefaz-MT trava R$ 28 milhões em vendas de madeira em Mato Grosso

    Daniela Torezzan - Assessoria de Comunicação CIPEM | 29 de novembro de 2018

    Leia Agora