• Av. Historiador Rubens de Mendonça, 4193, Centro Político.
  • (65) 3644-3666

Floresta Para Sempre

Durante anos alimentou-se o mito de que os danos ambientais causados pela exploração madeireira eram inevitáveis. Os argumentos variavam: pouco conhecimento da floresta, técnicas inviáveis economicamente, equipamentos inadequados, etc. Este manual coroa um trabalho de sete anos de estudos, pesquisas e testes que, por fim, desmitifica o manejo florestal na Amazônia. É possível diminuir os impactos ambientais causados pela exploração madeireira e aumentar o lucro da exploração. O que está aqui colocado é fruto de um meticuloso esforço iniciado com a identificação das causas dos danos ambientais. Ao finalizar o trabalho de pesquisa concluiu-se que os impactos sobre o meio ambiente resultavam, principalmente, da falta de planejamento e do uso de técnicas inapropriadas. Surgiu assim o desafio de desenvolver e testar um modelo alternativo que não exigisse um maior investimento financeiro, mas apenas informações e treinamento. Com a colaboração de madeireiros, foram testadas técnicas existentes, determinando as mais adequadas à realidade amazônica. Esse é o maior mérito do manual. Em vez de procurar técnicas complexas, caras e de alta tecnologia propõe um modelo composto de medidas já comprovadas e práticas de baixo custo adequadas à realidade ambiental, econômica e social da região. A adoção desse modelo em larga escala pode causar uma revolução no uso dos recursos florestais na Amazônia, contribuindo para o desenvolvimento sustentado da região. Os “segredos” do modelo idealizado estão agora disponíveis a todos através do manual, assim como em vídeo. Ambos são de grande utilidade para empresas madeireiras, engenheiros, técnicos e trabalhadores florestais. Os esforços em disseminar os resultados do Projeto Piloto de Manejo Florestal e o impacto dos seus resultados foram recentemente reconhecidos pelo prêmio Henry Ford 1997 de Conservação Ambiental.