• Av. Historiador Rubens de Mendonça, 4193, Centro Político.
  • (65) 3644-3666

Produção e emprego na indústria apresentam recuperação em MT


Sondagem Industrial mato-grossense, divulgada hoje (22/08) pela Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (Fiemt), revela que o setor apresenta recuperação tanto em relação à produção da indústria quanto ao emprego. A pesquisa mensal é realizada em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Após quatro anos, o indicador de evolução do número de empregados na indústria estadual voltou a atingir 50 pontos em julho de 2017 – isso indica que a contratação de funcionários está estável. As médias e grandes empresas são as principais responsáveis pelo aumento de 46,3 para 51 pontos. Já as pequenas tiveram leve  queda (-0,8), ficando em 47,6 pontos. Nacionalmente, esse indicador ficou em 48,2 pontos no período.

Com 51,3 pontos, acima da linha divisória dos 50 pontos, a produção industrial do estado voltou a crescer em julho. Está acima até mesmo da produção brasileira, que registrou 50,5 pontos. As pequenas empresas tiveram o maior crescimento na produção, com 51,9 pontos, enquanto as médias e grandes subiram de 50 para 51 pontos em julho. A Utilização da Capacidade Instalada (UCI) saltou de 59% para 64%.

Para os próximos seis meses, os empresários mato-grossenses estão confiantes em relação à compra de matéria-prima (54,9 pontos) e ao aumento da demanda (58,4 pontos). Este indicador está relacionado ao crescimento de 4,1 pontos das médias e grandes empresas, que registraram 59,7 pontos em julho. As pequenas empresas diminuíram a confiança relativa à demanda quando comparado com junho, caiu de 57, 1 para 55,5 pontos em julho. Contudo, continua acima da linha divisória dos 50 pontos.

Ainda segundo a Sondagem, estão abaixo da linha divisória de 50 pontos as expectativas dos empresários relativas às exportações (48 pontos) e ao número de empregados (46,8 pontos). Mas, de uma forma geral, O índice de expectativa mato-grossense está positivo e acompanha o brasileiro, que cresceu de 55,7 para 56,4 pontos em julho.

O nível do estoque efetivo-planejado cresceu de 51,8 pontos em junho para 54,6 em julho. Já a evolução dos estoques se manteve estável ao registrar 53 pontos, mesmo patamar de junho.

Acesse as pesquisas na íntegra:

Sondagem Industrial – Brasil – Julho 2017

Sondagem Industrial de Mato Grosso – Julho/2017


Ultimas Notícias Relacionadas

  • Florestal Tech: Programação completa

    Assessoria Cipem | 6 de outubro de 2017

    Leia Agora
  • Tendo como carro chefe a inovação e ampliação do mercado, toma posse a nova diretoria do Cipem

    Assessoria Cipem | 30 de agosto de 2017

    Leia Agora
  • Produção e emprego na indústria apresentam recuperação em MT

    Assessoria Fiemt | 22 de agosto de 2017

    Leia Agora
  • Motorista: profissional que faz a economia girar

    Assessoria Cipem | 27 de julho de 2017

    Leia Agora
  • Vem aí o 1º Florestal Tech!

    José Eduardo Pinto | 12 de julho de 2017

    Leia Agora
  • Confiança do empresário volta a cair e é insuficiente para impulsionar investimentos, informa CNI

    Assessoria Fiemt | 22 de junho de 2017

    Leia Agora